Que bom que você veio!!!

Que bom que você veio!!!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Blogagem Coletiva - Há amor em mim!

 Ola minhas amadas e meus amados, tudo feliz por ai??? Aqui tudo lindo e em paz.
 
A postagem de hoje é comemorativa... é o aniversário  blog da Elaine, um blog amado por muitas blogueiras, é um blog que nos ensina a lidar com o Sr. Blogger, nos faz rir e chorar, é muito lindo e mais linda é a Elaine que divide as coisas que sabe ... Ela quer festejar conosco o niver do seu blog, 3 aninhos fofos (Parabéns pra você...) E nos propos uma brincadeira linda, de sentimentos e amor, 'Há amor em mim', escrever oque  temos de melhor dentro de nós. o amor.

Quero falar do meu amor... Do maior do mundo, de um amor que me emociona em falar, do amor que tenho e sei que sou correspondido pelo meu maridinho...
Nos conhecemos a  quase 20 anos atrás... Ai, ai!!! Naquele tempo não existia redes sociais, quer dizer até existia net, mas tava bem longe do meu mundo... Mas tinha um tele amizade, o famoso número 145, você discava e tinha várias pessoas falando, às vezes uma confusão que ninguém entendia ninguém, e numa dessas conversas, lá no fundinho veio uma voz doce e gentil, e me perguntou quem eu era... Nós tínhamos pseudônimos, o meu era pimentinha (imagina porque) Começamos uma longa conversa, até que trocamos telefones e a conversa fluía naturalmente, parecia que a vida toda a gente conversava, quanto mais conversávamos, mais assunto tinha, era muito bom conversar com ele... Mas um belo dia veio a pergunta que não quis calar... Carla, como você é??? (fisionomia) Aiiii, meu mundo caiu, e agora? Vou dizer que sou gordinha??? Eu já apaixonada só pela voz dele e ele bem galante para o meu lado, mostrando interesse também, daí... Eureca... Eu falei: E isso faz diferença???  Ele disse: Não. Obaaaaaaaaaa, pensei, escapei dessa vez, mas um dia vou ter que falar, porque ele já estava falando em me conhecer pessoalmente e como dizer que eu era gordinha (e muito), o tempo foi passando e a cumplicidade aumentava, não havia um único detalhe das nossas vidas que um não contava para o outro, eram horas de telefonemas todos os dias e nada de nos conhecermos, eu sempre dando desculpas, isso se passaram exatamente um ano e dois meses, só de telefonemas e nessa altura nós já trocávamos juras de amor... Ai que lindo...
O grande dia chegou, eu já amava tanto ele, que eu começava a sofrer com aquela situação e ele também, marcamos para ele ir à minha casa, já sabíamos endereço um do outro a tempos, na hora marcada ele bateu na minha porta, ai que medo, que nervoso, que felicidade, que tristeza que o encanto ia ser desfeito (porque ele não ia gostar de uma ‘gorda’, na época eu não sabia o que era amor próprio, eu tinha preconceito comigo mesma), quando eu abri a porta ele deu um sorriso e me disse: AAA você que é a Carla... Meu chão sumiu, queria correr, deletar aquele momento, queria ser o super homem para voar ao redor da terra e fazer o mundo retroceder... Aquele menino lindo, cabelinho enroladinho feito anjo, se ele ia se interessar por mim... E sabe o que ele me falou quando me viu???  Eu sempre achei que você tivesse  cabelos pretos ( to chorando, porque isso mexe muito comigo) Ele não me disse que eu era gorda, que se decepcionou, nada disso, parecia que ele tava vendo a garota mais linda do mundo, e foi nesse dia que ele perguntou se eu queria ser a namorada dele...Ai que lindo e daquele dia em diante não nos separamos mais, pouco tempo depois fiquei doente e ele se mudou para a casa dos meus pais para cuidar de mim (tive doença do pânico, de tantos remédios para emagrecer que tomei) Ele ficou ao meu lado nos melhores e também nos piores momentos da minha vida. Depois que melhorei do pânico, desenvolvi agora fobia, que é o medo de ter crises em lugares que eu tive crises, não sei qual é a pior... Aprendi a ter confiança em mim novamente, ele ensinou a me amar, a me sentir bonita e sexy, enfim, ele me ensinou que amar a si mesmo é preciso, graças a Deus melhorei e nos casamos, uma cerimônia simples e linda. E hoje estamos casados há 15 anos, felizes, ele continua calmo e gentil, doce e amável como quando eu o conheci e eu mais confiante e mais convencida... Me achando linda e sexy. Sei que Deus quis me dar um presente por eu ter derramado tantas lágrimas por pena de mim mesmo, aprendi a duras penas a nunca permitir que ninguém tenha preconceito com meu peso e jamais permitir que alguém tente me humilhar por conta disso, me imponho, me dou respeito e me amo muito. E ao meu amor, o meu muito obrigado por ter me ensinado como é simples ser feliz.
Devemos prestar atenção aos sinais que a vida nos dá. Eu escolhi e me propus ser feliz.

Tenho certeza que esse é o amor mais puro que há dentro de mim e agradeço a Deus todos os dias por isso.
Obrigada Elaine por nos proporcionar a oportunidade de tirar la do fundinho, palavras que nos faz expressar o que tem de melhor dentro de nós. Que Deus te proteja sempre.

É isso minhas queridas e queridos, vocês conheceram mais um pouquinho da minha vida. Que todos tenham um dia iluminado, repleto de paz e sabedoria.
Um grande Beijo com muito amor


36 comentários:

Neli Rodrigues disse...

Vejo que esta blogagem tá servindo pra todos abrirem seus corações.
Tb abri o meu com a BC, tô me sentindo bem com isso.
Sua história é linda e vc corajosa por contar toda essa trajetória.
Bjs♥

Nina disse...

Eu nao acredito que vcs se conheceram no 145! Cara, eu fazia isso com minhas irmas, mamae descobia e ficava fula da vida! Carla, que legal!!!!!!!!!! ahaha ,adorei e que lindo ele falar que vc era lindona. Ai que fofo.
O que mais posso dizer? amei. Tbm choraria ao lembrar desse comeco tao bacana e que já dura tantos anos. Parabéns!

Bjs

Tatiana Moreira disse...

Nossa... Fiz uma viagem no tempo... Já liguei para o 145...rsrss Era a nossa forma na epóca de conhecer novas pessoas!
Fico feliz por vocês terem se encon trado assim e amor ser forte dessa forma!
Hoje o amor está colorindo a Blogosfera...Isso é maravilhoso!
Parabéns por sua participação e por deixar o amor aflorar sempre em sua vida!
Um beijo carinhoso

Pepa disse...

Oi Carla, é a Vi, sua historia é linda, e vai dar uma força para todas solteiras que sofrem com a balança, amor verdadeiro tem visão de raio x, vê a alma.
Muitos beijos,Vi

Elaine Lobato disse...

Carla eu entendo muito bem seu texto! O amor não tem preconceito e nem julga pela aparência!
Depois que tive queimaduras fiquei com cicatrizes bem feias, e nenhum momento meu esposo mudou comigo! Na verdade nem cheguei a pensar nisso, só mesmo quando as pessoas perguntavam! Não tive vergonha do meu esposo em nenhum momento porque ele sempre ao meu lado cuidava junto comigo dos ferimentos, então quando ficou cicatrizes ficamos muito felizes porque era um sinal que eu estava melhorando cada dia mais!
Adorei seu texto!

Adriana Balreira disse...

Carla,
eu amei a sua história, como estou precisando ouvir histórias assim como a sua. Que bom que vc está distribuindo esse amor para todas nós.
Beijos com amor
Adriana

Marta Andrade disse...

Carla
Vale fazer as pessoas chorarem? Chorei,mas tá bom,foi de emoção...
Quase não acredito que você encontrou o amor da sua vida no 145, o amor sempre acha o caminho.
Feliz é quem aciona o botão do amor
Cut beijos

She disse...

Carla, simplesmente linda a sua história, eu amei! Lindo demais tudo! Menina, vc me fez viajar no tempo, tb entrei algumas vezes nesse nº aí.... hahahaha Muito legal!
Beijo, beijooooo!
She

Alessandra disse...

Linda demais sua história!Mostra que na dúvida melhor tentar ,né?Não ter medo.A gente só sabe o quanto pode amar quando somos colocados a prova e nãp faltou provas de amor para você,né?!Aproveito para te seguir!
Um lindo dia p vc!
Bjo

Ale
http://eutenhopressaemuitacoisameinteressa.blogspot.com/

Renata Guidinha disse...

Que lindo, lindo, lindo! Estou amando cada postagem que leio nessa blogagem coletiva.
O amor não tem barreiras Carla, o amor é límpido, livre e libertador. Amor na aprisiona. Amor transcende a todas as nossas vontades, medos e incertezas. Que bom que o coração de vocês foi um campo fértil para o amor que Deus plantou.
Amei conhecer sua história.
Já cheguei ficando...
Bjks mil
Renata http://cercaviva.blogspot.com/

Crys Leite disse...

Sua história é mto linda e serve de exemplo para tantas moças complexadas, seja pelo peso ou por qquer outro motivo! Beijos.

Beth Salvia disse...

Linda história de amor Carla, que deus os abençõe, bjs

Joana disse...

Carla de Deus!!!
que prazer em ler esse seu texto! Me identifico tanto com sua história, vc nem imagina!!! Conheci meu marido pela internet, e tinha (tenho um pouco ainda) vergonha da minha pele, pois tenho cicatrizes de espinha, quase morri para contar para ele que eu era "defeituosa", passei exatamente pelos mesmos medos e angustias que vc até conhecê-lo, ele sempre morou aqui em São Paulo e eu lá em BH, quando nos vimos ele me abraçou e eu me senti amada pelo seu olhar... Tb choro quando falo isso, pois a insegurança e a baixo auto-estima acabam com a gente. Namoramos, noivamos, casamos e ele é meu porto seguro, melhor amigo, amante, namorado, e eu o amo demais!
Amei , amei, amei ter vindo aqui e ler o que li!
Mil beijos

Bel Rech disse...

Essa história é muito linda!!!O amor é o amor...
Paz e bem

Fernanda Reali disse...

eu amo o amor, eu amei ler sobre o teu romance e vou levar para compartilhar no FB

beijooo

ミ★ є∂ι ★彡 disse...

Devemos prestar atenção aos sinais que a vida nos dá. Eu escolhi e me propus ser feliz. #perfeito.
Essa blogagem coletiva está o máximo. Amei muito mais uma vez ler seu post e conhecer mais um pouquinho de você.

beijosss

Edi
ps. postei um link no Facebook, td bem?

Elaine Gaspareto disse...

Carla,
Cruzes, como estou chorando... até meu marido veio ver o que era...
Que relato lindo, transbordando amor...
Parabéns pelo amor, pela vitória da autoestima.
Do fundo do coração eu desejo que vocês seja cada dia mais feliz ao lado do seu amor lindo...
Beijossss

Anônimo disse...

Linda história....Parabéns por se amar e continue se amando e se sentindo linda, porque não é o peso que importa e sim, o que temos por dentro. sei que lendo parece utopia, pq pelo q vemos hoje em dia é tão diferente, mas o amor verdadeiro está acima de qualquer moda, peso, cor, raça ou seja qualquer preconceito, o amor verdadeiro só que ser feliz....bjus Rê

Vanessa disse...

Carla, cheguei aqui através do blog da Elaine. Sua história de amor verdadeiro é linda, parabéns.

abraço

Carla Patrícia disse...

Carla...

Cheguei através do mosaico da Elaine e tô chorando... Que história mais linda... Que amor lindo o de vocês... que pessoa forte e guerreira que és...Muitas vezes me senti exatamente como tu, naquele momento de conhecer teu amor, porque sou gorda. Ultimamente esse fantasma anda me rondando...mas isso é outra história!

Beijos, Carla. :)
http://pathyarteira.blogspot.com

ValLindinha disse...

Nossa! Que lindo!
Da pra explicar essa historia toda incluindo cuidar de doente, se não for por amor?

Esplendor da Criação disse...

Olá.
Que linda sua história de amor e superação! O amor nos transforma. Desejo que sejam sempre felizes, bjs.

Lúcia Soares disse...

Carla, o pior preconceito é o nosso mesmo, não?
O amor próprio é um grande bem.
Que bom que tudo deu certo. Seu marido é um grande companheiro e verdadeiramente o seu mensageiro do amor. Do amor que tem olhos para a alma em primeiro lugar.

Elaine Cunha disse...

Carla, vc me fez viajar na minha adolescência... eu usava também o famoso 145. gente.. nem lembra que ele existia mais.

Que bom que o amor venceu, não é?

beijos, Elaine Cunha
www.caminhandocontando.com

Bibia Bueno disse...

Eu acho que pela sua história e pelo que já conversamos, você é mesmo capaz de entender o que eu quis dizer com minha postagem... :)

Você é uma linda! Que sejam sempre abençoados...

Iara disse...

Menina que lindo esse amor, adorei tua história, adorei essa história.
O amor quando é verdadeiro nasce sem precisar de olhares, ele nasce no coração que é onde realmente está o jeito de cada pessoa.
Beijos

Cissa Branco disse...

Carla,

Lindo demais, isso é amor, o poder de entender o outro, de conhecer o outro sem conhecê-lo. Imagino a angústia por que passaram e que bom que ele estava ao seu lado quando vc precisou, isso é mais uma prova do tamanho do amor.
Beijos

Fabi Teixeira disse...

Carla, que linda tua história de amor... Gostei muito do jeitinho que contou, me senti uma adolescente compartilhando e ouvindo a amiga falar. Sabe aquelas palavras que a gente lê, e fica sorrindo depois ? Pensando na grandeza do anor, que para ele não há obstáculos, não dificuldades, que a beleza está onde o amor está.

Beijo grande pra ti e teu amor, que Deus os abençõe e ilumine sempre !

Lucinha disse...

Carla,

Ai ai..ainda bem que o nó é na garganta, pois se fosse nas mãos não poderia digitar. Rs
Que linda história de amor. Eu li cada palavra, cada relato, como se estivesse lendo um livro, que não dá vontade de parar de ler.
O amor supera tudo. O amor cura. Esse amor que te curou da depressão, do pânico e da própria falta de amor por você mesma.
Nem sei mais o que escrever, pois estou muito emocionada.
Que Deus abençoe ricamente a vida de vocês.
Beijos

Paty Chuchu disse...

Que lindo esse amor!!Adorei ler a sua participacao,tao linda e tao sincera..Parabens e Deus abencoe vcs!!bjs

Dilti Xavier Lopes disse...

Carla,
Obrigada por dividir conosco a sua história de amor, ela foi uma lição de vida para mim.
Sofro muito por estar sempre acima do peso.
Sei que, para alguém me amar, é preciso que eu também me ame.
Toda vez que a minha auto estima estiver no chão, vou me lembrar da sua história.
Beijo grande,
Dilti

✿ chica disse...

Linda tua história e participação! saber ouvir o coração! Lindo demais! beijos,tudo de bom,chica

MARLENE disse...

AMEI SUA HISTÓRIA. ELA É DIGNA DE UM LIVRO. DESEJO QUE ESSE AMOR DURE PARA SEMPRE.
BJS.

MARLENEPAZ.BLOGSPOT

Rê Furlan disse...

Não me diz q vc encontrou seu amor pelo 145?! heheheh gente, eu era pirralha e discava pra esse número, pra ficar ouvindo conversa hehheeh será q ouvi a de vcs? Q história lega... bjo flor e obrigada pelo carinho lá no sítio!

ELAINE disse...

Ôi Carla! Muito linda e romântica também a tua história de amor...O amor é a maior força do universo! E ainda tem quem duvide... Que Deus continue abençoando o amor de vocês!
Já tô te seguindo! Será bem vinda pra conhecer e seguir tbm! Se quiser... hehehehehe
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
Grande bjo!
Elaine Averbuch Neves

Marcia disse...

Oi,Carla!
Muito linda a sua história!
E que benção de marido estava reservado para você,né?
Isso só reforça o que a gente já sabe: o amor chega na hora certa e traz junto a felicidade!
Um grande abraço!